Blog High Five

Volta às aulas presenciais: medidas de segurança no novo normal

Volta às aulas presenciais: medidas de segurança no novo normal

Nos últimos meses, dois sentimentos passaram a fazer parte do nosso dia a dia devido à suspensão das aulas presenciais: o medo e a insegurança. Nesse contexto, a educação em todo o mundo se tornou um desafio e as escolas adotaram o modelo a distância para continuar compartilhando conteúdo com alunos. Esse período está sendo de muito aprendizado para todos, mas está se aproximando o momento de retomar as atividades presenciais.  

Diante desse cenário, muitas dúvidas surgem, por exemplo: como será a volta das aulas presenciais? Quais cuidados escolas e famílias precisam ter nesse momento? Como proteger as crianças e os adolescentes? Será preciso respeitar uma distância mínima? Retomar a rotina escolar neste novo normal será um momento de reinvenção e muitos desafios.  

A partir de agora é preciso acolher as famílias, responsáveis, alunos e colaboradores para minimizar o contágio do vírus. As medidas de higiene são fundamentais para que possamos garantir a segurança de todos e voltar a ter um ambiente de aprendizado onde a troca seja construtiva e colaborativa para toda a comunidade escolar. 

Mas quais medidas devem funcionar na prática? 

Selecionamos algumas recomendações das autoridades de saúde, sobre quais medidas devem ser adotadas pela escola neste período de retorno às aulas presenciais. Confira abaixo: 

– Retorno Gradativo:  

Alunos da Educação Infantil e do Ensino Fundamental – Anos Iniciais serão os primeiros a voltarem às aulas presenciais. Os que estão no Ensino Fundamental Anos Finais e no Ensino Médio, retornarão posteriormente e continuarão participando das aulas on-line até que a volta de todos seja completa.  

Alunos e professores que forem do grupo de risco devem ser avaliados por seus médicos sobre o retorno e, caso não sejam autorizados, devem continuar trabalhando e participando das aulas a distância.  

– Uso de Máscaras:  

Será obrigatório o uso de máscaras por todos. Sabe-se da dificuldade de adaptação que as crianças possuem em relação ao uso, porém é preciso incentivar e conscientizar sobre a importância da utilização. Para os alunos da Educação Infantil, essa obrigatoriedade pode ser flexibilizada. 

Todos os colaboradores devem receber máscaras para uso contínuo. Para professores e monitores, que estarão próximos aos alunos, é interessante utilizar viseiras e aventais para reforçar a segurança. 

– Acolhimento Socioemocional:  

É fundamental neste momento que o aspecto emocional seja levado em consideração, pois os alunos ficaram muitos dias em contexto de afastamento social, tendo acesso a notícias negativas e uma mudança significativa na rotina diária. Desse modo, é essencial que o corpo docente da escola como um todo ouça as preocupações dos alunos, responda às suas perguntas e os incentive a expressar seus sentimentos. 

– Protocolo Pedagógico: 

Aborde os conceitos básicos de prevenção e controle de doenças. Desenvolva atividades que demonstrem como os germes se espalham com rapidez e a importância de seguir os hábitos de higiene. 

O retorno deve gradativo e repleto de acolhimento para que o clima de aprendizagem seja recuperado. É importante que as novas regras de convivência sejam bem explicadas aos alunos para que tenham ciência e se engajem com os cuidados necessários. 

– Distanciamento de Segurança: 

A continuidade no distanciamento é necessária para proteção e segurança de todos. Por isso, deve ser entre 1m² a 1,5m². 

– Checagem da Temperatura:  

É fundamental para proteger o ambiente de aprendizagem. As unidades devem adquirir termômetros digitais com infravermelhos e, antes de passar pelas catracas, todos os alunos precisarão medir a temperatura.  

Alunos e colaboradores que apresentarem temperatura igual ou superior a 37,3ºC não devem ter a entrada permitida. Entretanto, é importante analisar caso a caso, visto que em algumas regiões do País a temperatura é bastante alta, podendo corromper a aferição no momento de entrar na escola. Nesse caso, recomenda-se aguardar um tempo na sombra, optando por movimentos leves, no intuito de aguardar a temperatura corporal alta, influenciada pelo ambiente externo, abaixar.  

– Sanitização da Escola:  

Antes da reabertura oficial das escolas, deverá ser feita uma sanitização completa por uma empresa especializada. A partir daí, recomendamos a realização da manutenção de sanitização diária, para garantia de continuidade dos procedimentos de segurança.  

 – Manutenção e Higienização dos Ambientes:  

Durante as atividades, é fundamental a higienização contínua de banheiros, salas de aula, maçanetas, bebedouros e corrimões. Em todos os ambientes, devem ser disponibilizados displays contendo álcool em gel 70%, para constante higienização das mãos. 

High Five Bilingualschool   

O programa bilíngue High Five Bilingual School propõe uma vivência em inglês, visando a aquisição natural do idioma de forma imersiva e diária, prezando pela experiência positiva dos cinco protagonistas: aluno, família, professores, gestores e mantenedores.  Com o uso de Metodologias Ativas e conteúdo alinhado à BNCC, as aulas no High Five utilizam a língua inglesa como instrumento de aprendizagem e trabalham temáticas socioemocionais que contribuem para o desenvolvimento cognitivo, individualizando e potencializando o conhecimento por meio da tecnologia.   

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *